TRABALHADOR SEM SINDICATO É "ESCRAVO DO PATRÃO"

A Reforma Trabalhista começa a valer daqui a quatro meses. O trabalhador, preocupado com o almoço que tem...

A Reforma Trabalhista começa a valer daqui a quatro meses. O trabalhador, preocupado com o almoço que tem que colocar no prato dos filhos - a maioria -ainda não tem ideia do principal objetivo dessas mudanças. Um dos principais pontos a ser discutido, é o fim da obrigatoriedade da contribuição Sindical. Mas você sabe o que faz um sindicato na sua vida? O Sindicato faz negociações coletivas, obrigando patrões a aumentar salários e benefícios aos empregados. Também fica de olho e consequentemente obriga empresas a cumprir a Lei. Os sindicatos são mantidos com a sua contribuição. A não atuação de um Sindicato deixa a mercê do patrão e de gestores, a vida diária do empregado, que como a maioria dos brasileiros ainda não conhecem os seus direitos, ou são obrigados a aceitar acordo para continuar em seus empregos, principalmente em época de crise. A Reforma tira os defensores da lei, até o Ministério de Trabalho, das negociações, demissões e até das possibilidades de melhorar a qualidade de vida do trabalhador, que terá que aceitar qualquer condição. Reze para que o seu patrão seja ou homem do bem e Cristão, pois se não for isso... O trabalhador que não quer chegar a esse ponto, procure o Stiquifar. Continue contribuindo para mantermos essa estrutura que tem um trabalho de muita luta e que há tempos vem lutando por milhões de trabalhadores em todo Brasil. Fomos nós, Sindicatos que conseguimos, através de manifestações e greves, as leis que até então, protegiam os trabalhadores. Não vire ESCRAVO DE PATRÃO