Stiquifar convoca categoria da base para participar de ação solidária

  Como estamos enfrentando uma rigorosa frente fria, onde as baixas temperaturas trazem problemas de saúde...

 

Como estamos enfrentando uma rigorosa frente fria, onde as baixas temperaturas trazem problemas de saúde à população e têm muitas pessoas passando por dificuldades financeiras. A diretoria do Stiquifar (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas e Farmacêuticas de Uberaba e Região) convoca as empresas da base para participarem de uma ação solidária promovida pela Ouro Fino para ajudarem as famílias carentes.

O Drive-Thu solidário será promovido no dia 10 (sábado), das 9h às 13h, no estacionamento da Prefeitura Municipal de Uberaba, localizado na Av. Dom Luiz Maria de Santana 11. “Além de roupas, agasalhos e brinquedos em bom estado estaremos recolhendo também alimentos não perecíveis, produtos de higiene e limpeza, bem como smartphones usados”, explica o representante da Ouro Fino.

Os celulares recolhidos pela  Ouro Fino serão encaminhados a Mitsui, empresa associada que está conduzindo a campanha solidária para ajudar as crianças e adolescentes de baixa renda a assistirem as aulas gravadas pelos professores da rede pública de ensino.  Já que em virtude da pandemia de Covid-19, muitas estudantes ainda não voltarão a ter aulas presenciais e devido à falta de recursos financeiros estão tendo problemas para garantir o seu aprendizado.

DOAÇÃO SINDICAL – Na oportunidade, o sindicato revela que irão adquirir cobertores para serem doados para a campanha, pois tem muitas famílias carentes e moradores de ruas passado frio. “Estamos vivendo numa das maiores crises financeiras do país, em virtude da pandemia de coronavírus, que dura mais de um ano. Infelizmente, muitas pessoas estão desempregadas, por isto estão enfrentando uma situação precária e precisam contar com apoio não só dos poderes públicos, mas também da iniciativa privada (empresas, indústrias, etc), entidades classistas e população em geral para enfrentarem está triste realidade”, avaliam