Nota sobre proposta do governo de acabar com abono salarial

  Infelizmente, mais uma vez, o governo Bolsonaro ameaça direitos e conquistas sociais dos trabalhadores...

 

Infelizmente, mais uma vez, o governo Bolsonaro ameaça direitos e conquistas sociais dos trabalhadores menos favorecidos economicamente.
 
O governo Bolsonaro está propondo extinguir o abono salarial de cerca de 23 milhões de trabalhadores que ganham, em média, 1,4 salários mínimos/mês, com o pretexto de ampliar o Bolsa família. O abono salarial é uma forma de distribuir renda no país.
 
Tirar dos mais pobres é uma forma nefasta de prejudicar toda a sociedade. Defendemos sim:  a ampliação do Bolsa família e do Auxílio emergencial de R$ 600,00.
 
Por que não criar um imposto sobre grandes fortunas para financiar o combate à fome e às desigualdades?
 
Essa proposta do governo merece repúdio de todos!
 
Miguel Torres, presidente da Força Sindical
 
 
Fonte: Força Sindical